Automação e geração de Leads B2B

Despertar o interesse do seu potencial cliente ou leads b2b para o seu produto ou serviço, nem sempre pode se mostrar uma tarefa fácil. Além disso, manter essa relação pode ser ainda mais difícil do que você imaginava.

Além de bons produtos ou serviços, sua empresa deve oferecer um bom diálogo no contato com o comprador, proporcionando ao cliente a melhor experiência possível.

Aumentar a escala de vendas, gerando mais clientes e mantendo a relação com os clientes antigos tem se tornado mais prático e barato. O fluxo de automação de e-mails tem se mostrado uma maneira eficiente de criar esse vínculo com clientes.

Cada vez mais as empresas estão adotando esse método digital, uma vez que, o fluxo de automação por e-mail se mostra mais eficaz e garante resultados fidedignos em muito pouco tempo.

Mas, a grande questão é: Como posso gerar leads b2b e levá-los a se tornarem um cliente? Consigo isso través do fluxo de automação? Qual a melhor estratégia? Quais as vantagens dessa ferramenta?

Foi justamente pensando em sanar essas e outras dúvidas suas que eu escrevi esse material. Para que você possa ficar por dentro desse método que ainda é novidade para muitos.

Benefícios

São muitas as estratégias a serem seguidas com o propósito de conquistar clientes com o uso dos fluxos de automação. Quer saber quais sãos os benefícios? Confira:

Aprimora o seu relacionamento com o cliente.
Leads qualificados e desqualificados(sem interesse) automaticamente.
Vendas rápidas capazes de nutrir os leads b2b.
Economia de muito tempo de prospecção da equipe.
Aumenta o acesso ao site, landing pages e formulários.
Cria um melhor engajamento com as mídias digitais da empresa.

Planejamento

Antes de dar início ao processo de fluxo de automação, é necessário que você (empresa) conheça o seu público alvo e os seus interesses, para que dessa forma você possa apresentar aos mesmos soluções personalizadas.

Por isso, é de suma importância que exista um estudo do seus contatos, a fim de entender quais assuntos, produtos ou serviços direcionar para aquele determinado cliente.

É necessário estruturar a automação. Enviar um primeiro e-mail de apresentação ao contato, com o intuito de conhecê-lo e entender suas necessidades. Isso dará início a uma relação que renderá mais frutos, e bons resultados de vendas.

Entretanto, estender um e-mail de apresentação para uma e-mail informativo por exemplo, pode gerar até 23% mais conversões no comércio eletrônico do que se ater em apenas um único e-mail.

O principal objetivo para a equipe com a automação é que seja minimizado o trabalho repetitivo da equipe de vendas, assim a equipe passará a focar em outras coisas, como o uso das competências de cada um dos integrantes para prestar um atendimento personalizado.

Investir em uma solução de automação é essencial, para que além do fluxo de e-mails você tenha acesso a relatórios completos das jornadas do cliente.

Conhece o seu perfil de cliente ideal? Sabe quais são os seus interesses? Agora você já pode montar os seus e-mails automatizados com base nas informações coletadas.

Jornada do cliente – Leads B2b

Saiba que textos grandes e genéricos não são convidativos. Ser indireto e sair do foco principal do assunto, pode acabar fazendo com que o nome da sua empresa vá direto para a lixeira.

Pensando nisso, saiba ponderar a quantidade de e-mails que devem ser enviados aos seus clientes. Inicialmente é aconselhado que se envie 1 e-mail a cada dois dias. A relação ao longo desse processo se torna mais séria, sendo assim 1 e-mail por semana já é o suficiente para nutri esse leads b2b.

Outra dica é que o fluxo de automação seja objetivo. Nada de oferecer mil coisas em um só e-mail. Apesar de muitas vezes uma coisa levar a outra, corte as pontas soltas. Até 5 produtos personalizados por e-mail já podem ser mais que o suficiente.

A estrutura do seu e-mail deve ser simples, objetiva, sem muita enrolação. O assunto ou tema devem vir primeiro, e em seguida você deve obter uma problemática do seu cliente, um problema à ser resolvido, na sequência aponte uma ou várias soluções.

Análise de resultados

Para aperfeiçoar o seu fluxo, e posteriormente os seus serviços, é importante analisar os seus resultados. Por meio de uma solução de qualidade que atenda aos requisitos que o seu negócio demanda.

Você empreendedor terá acesso a todas as informações para a realização de uma análise completa da sua campanha de marketing e geração de leads.

Os principais dados a serem acompanhadas devem ser as taxas, sendo elas as taxas de crescimento da sua lista de e-mails, assim como as taxas de abertura, de cliques e de eficiência.

Verifique quantos usuários foram até o objetivo que o seu e-mail tinha: vender, preenchimento de formulário, download de material, entre outros. Assim como analisar também a quantidade de e-mails que foram entregues junto ao seu fluxo de automação.

As taxas médias para um público altamente segmentado mas que não possui relacionamento (não conhece ou nunca ouviu falar sobre sua empresa ) são:

1. 25% de leitura ( em toda jornada de e-mails automatizados)

2. 5% de cliques ( acesso ao seu site ou download de material )

3. 7% respostas – leads b2b (indicações, mais informações, sem interesse, reunião, ligação. Etc..)

4. 0,5 a 2% vendas a curto e longo prazo.

Considerando as taxas médias de retorno acima, podemos considerar que a cada 1.000 contatos devemos conseguir 250 leituras, 50 cliques ou *acessos ao seu website, 70 respostas ( replies nos e-mails ), 5 a 20 vendas em média em até 90 dias da data de ínicio da **campanha de automação.

Os resultados mencionados acima podem até dobrar caso sua marca seja rconhecida e já tenha obtido a confiança dos consumidores potenciais.

*Pode ser convertido em remarketing automaticamente através de pixel instalado em seu site
** Campanha pode durar entre 1 semana a 15 dias.

Conclusão

O fluxo de automação surge como uma ferramenta que facilitará várias etapas do seu negócio. Tenha sempre em mente que este é um investimento que poderá te render bons frutos num futuro muito próximo.

Conheça o seu público alvo e foque totalmente nele, tenha uma equipe qualificada para atender esses leads b2b e coloque em prática todas as outras dicas que foram mencionadas ao longo desse artigo.

A Dataseek oferece soluções e sistemas para geração de leads através do DataLeads.
Entre em contato com um nossos consultores para saber mais.

Mailing: O que é? Aprenda construir o seu

Uma das ferramentas mais comuns no marketing, o mailing é presença comum em estratégias grandes ou pequenas em meio digital e vale a pena conhecer mais sobre ele.

Bastante antigo na área de marketing direto, o mailing precede até mesmo a era digital, consistindo no envio de mensagens diretas a uma base de contatos, seja por correio, mala direta, ou, posteriormente, telefone.

Hoje, com o domínio dos meios digitais, os mailings passaram a representar uma base de dados, que contém públicos-alvo para venda de algum produto ou qualquer outro tipo de relacionamento negocial.

Normalmente, essa base de dados tem como informação principal telefone e o e-mail, mas pode conter muitas outras informações relevantes para uma relação comercial mais direcionada e personalizada.

Ou seja: dados valiosos, que, se usados adequadamente numa estratégia de marketing bem-feita, podem representar alta conversão em vendas! 

ESTRATÉGIAS

Para montar uma base de dados que realmente permita feedbacks importantes, e, principalmente, gere vendas para o seu negócio, contudo é preciso ter em mente alguns pontos importantes.

Inicialmente, é necessário definir as informações que vão constar no mailing.
Principalmente, hoje em dia o e-mail é a primeira delas, mas outras como o nome e endereço, também são importantes.

Uma série de informações pessoais e profissionais pode constar no mailing.

É necessário definir o que é relevante para o seu negócio com bastante cuidado antes de adquirir qualquer cadastro. Uma vez que você tenha estudado que informações precisa, está na hora de captar os dados!

CAPTANDO PÚBLICOS

Existem várias maneiras de montar sua base de dados, que podem e devem ser combinadas para um melhor resultado.

A primeira é efetuar uma venda e fazer o cadastro do cliente. Nesse caso, você estará captando leads que já compraram o seu produto antes, ou seja, já têm maior chance de comprar novamente do que alguém que ainda não conhece asua empresa.

CONTEÚDO 

Outra forma de montar o mailing, bastante comum também, é trocar uma informação por outra: ofertar um e-book, webinário ou conteúdo similar gratuitamente, em troca dos dados do interessado.

Quantas vezes você já informou seu e-mail para ter acesso a uma vídeo ou baixar ume-book?  Certamente, inúmeras. Eis aí a popularidade e a eficiência dessa estratégia.

Você estará captando contatos que demonstraram interesse em seu conteúdo, portanto, também com maior potencial de compra do seu produto ou serviços.

Essa estratégia pode ser adaptada para o fornecimento de uma newsletter gratuita, ou amostra do seu produto, em troca de dados cadastrais. É a mesma forma, mas com objetos diferentes.

COMPRA DO MAILING

Também pode adquirir o seu mailing list de fontes confiáveis, que vão fornecer exatamente o perfil do seu público alvo potencial com extremo interesse em seus produtos ou serviços.

Por fim, antes de começar a disparar seus e-mails, é importante verificar a qualidade dos dados, eliminando endereços de e-mail inválidos, por exemplo. 

USANDO O SEU MAILING

Uma vez captada uma boa quantidade de dados seguindo os critérios acima, é possível começar a disparar mensagens para esse público. Vale considerar o uso de uma ferramenta de automação, a fim de disparar os e-mails de uma vez, direcionando respostas e coletanto estatísticas.

São ferramentas importantes, que facilitam o seu trabalho com o mailing e fornecem estatísticas relevantes para pensar nos próximos conteúdos e estratégias.

No disparo dos e-mails, é importante não abusar da frequência de envios, desde que não irrite ou canse os seus contatos, e procurar enviar conteúdos que gerem interesse no seu público.

As possibilidades de conteúdo são muitas, como ofertas especiais, pesquisas de opinião ou satisfação, informes de novidades… contudo vale tudo que possa estimular o seu lead a acompanhar sua empresa e comprar os seus produtos.

Também é interessante usar esse canal para ações de relacionamento, como brindes ou felicitações pelo aniversário do lead, por exemplo.

 CUIDADOS

E lembre-se: cuidado para não ser barrado pelos dispositivos anti-spam dos provedores e e-mail! Há uma série de cuidados a serem tomados, como evitar certas tags em HTML, imagens pesadas e termos já desgastados, como “oferta”, “promoção”, “renda”, “imperdível”,”desconto” entre outros. ( Veja mais neste artigo

Durante o uso do mailing list, é muito importante também mantê-lo sempre atualizado, a fim de evitar a perda do relacionamento com seus contatos.

 CONCLUSÃO

Embora desprezado por muitos, o mailing nunca deixou (e não deixará) de ser um ativo importantíssimo para qualquer empresa, seja física ou virtual.

O  importante é tomar os cuidados mencionados nesse texto, tanto quanto na sua montagem, quanto na estratégia de captação dos dados, abordagem do lead e disparos das mensagens.

Fazendo isso, decerto você criará um relacionamento muito melhor com seus públicos e venderá muito mais.

A Dataseek fornece mailings há mais de 13 anos para empresas em todo o Brasil através da solução DataList. Conte com nossa consultoria especializada para montar o seu! Entre em contato aqui